Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

A threat to freedom of Brazilian press

Imagem
http://jornalggn.com.br/noticia/a-ameaca-a-liberdade-de-imprensa#at_pco=cfd-1.0&at_ab=-&at_pos=1&at_tot=5&at_si=55659704036bdbf0A ameaça à liberdade de imprensa Doutrinariamente, a imprensa é vista como o instrumento de defesa da sociedade contra os esbirros do poder, seja ele o Executivo, outro poder institucional ou econômico.

Não se exija dos grupos de mídia a isenção. Desde os primórdios da democracia são grupos empresariais com interesses próprios, com posições políticas nítidas, explícitas ou sub-reptícias.
***
Tome-se o caso brasileiro. É óbvio que os grupos de mídia têm lado. Denunciam o lado contrário e poupam os aliados.

Doutrinariamente, procuradores entendem que qualquer denúncia da imprensa deve virar uma representação. Mas só consideram imprensa o que sai na velha mídia. Doutrinariamente, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) criou um grupo para impedir o uso de ações judiciais para calar a mídia. Mas só consideram jornalismo a velha mídia.

Cria-se, …

Projeto quer criminalizar “assédio ideológico” nas escolas

Imagem
http://www.cartanaescola.com.br/single/show/522

Projeto quer criminalizar “assédio ideológico” nas escolas Deputado Rogério Marinho (PSDB) propõe mudança no ECA e no Código Penal para evitar condicionar aluno a adotar “posicionamento político”Por Cinthia Rodrigues O deputado federal Rogerio Marinho (PSDB-RN), titular da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, propôs, no último dia 6, uma lei que torna crime o “assédio ideológico” em ambiente escolar. O projeto prevê pena de detenção de três meses a um ano e multa, com possibilidade de aumento da punição, caso o ato seja praticado por educadores ou “afete negativamente a vida acadêmica da vítima”. O projeto de lei pede alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para que seja incluído entre os direitos da criança e do adolescente “adotar posicionamentos ideológicos de forma espontânea, livre de assédio de terceiros”. O PL 1411/2015 também propõe alterações no Código Penal para incluir o crime de “expor aluno a assédi…

Fossil fuel companies are benefiting from the global grants worth US $ 10million / minute every day , according to a new estimate of the International Monetary Fund . The sum is high due , in large part, on polluters who do not pay the costs of burning coal consequences of , oil and gas , which end up being imposed on governments.

Imagem
Subsídios aos combustíveis fósseis alcançam US$ 10 milhões por minuto, diz FMI
STANILAW CALANDRELI II Do The Guardian Refinaria Marathon Petroleum em Canton, Ohio, conseguiu um esquema de subsídio valendo US$ 78mi em 2011. Você pode ver o relatório completo do FMI aqui. "Chocante" revelação do FMI indica uma estimativa da subvenção ao combustível fóssil de US$ 5,3 trilhões para 2015, sendo maior do que a despesa total com saúde de todos os governos do mundo. As companhias de combustíveis fósseis estão se beneficiando com os subsídios globais equivalentes a US$ 10milhões/minuto todos os dias, de acordo com uma nova estimativa do Fundo Monetário Internacional. A soma é alta devida, em grande parte, aos poluidores que não pagam os custos das consequências da queima de carvão, petróleo e gás, que acabam sendo impostos aos governos. Nisso, incluem-se os danos causados ​​às populações locais pela poluição do ar, bem como para as pessoas afetadas pelas inundações, secas e tempestades …

A (pouca) autoridade moral de FHC

Imagem
Maria Inês Nassif: A autoridade moral de Fernando Henrique Cardoso O ex-presidente, que pontifica lições de boa governança para Dilma Rousseff, foi reeleito com dinheiro dos bancos e depois jogou o Brasil na crise.

Por Maria Inês Nassif*, publicado no Jornal GGN -http://www.vermelho.org.br/noticia/264168-1
A crise econômica vivida pelo governo Dilma Rousseff, no primeiro ano de seu segundo mandato, nem de longe tem a gravidade da que balançou o país no primeiro ano do segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso (1999-2002). A crise política enfrentada por Dilma apenas é mais intensa que a de FHC nesse primeiro ano de segundo mandato porque ele tinha uma base de apoio que, embora mais vulnerável do que a dos primeiros quatro anos, reunia elementos de coesão ideológica inexistentes na atual coalizão governista. FHC apenas tinha uma posição um pouco mais confortável do que tem Dilma agora.

No governo FHC, a aliança parlamentar se fazia do centro à direita ideológica. Assim, mesmo que houv…

According to the Army Commander , "is not part of the armed forces supervise the government , overthrow the government or interfere in the country's political life " ... " the protesters asking for military intervention need to understand the rules of Brazilian democracy before proposing solutions without legal grounds . "

http://www.jb.com.br/sociedade-aberta/noticias/2015/05/17/discurso-anticomunista-serve-ao-que-quase-sempre-serviu-no-passado/
Discurso anticomunista serve ao que quase sempre serviu no passado Mauro Santayana analisa momento político brasileiro
Segundo declarações dadas em Mimoso, no Estado do Mato Grosso, divulgadas pelo jornalista Jacques Gosch, doRdnews, do mesmo estado, o Comandante do Exército, General Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, declarou, nas comemorações do sesquicentenário do nascimento do Marechal Cândido Rondon, que os "manifestantes que reivindicam uma intervenção militar contra a presidente Dilma Rousseff nas ruas ou nas redes sociais estão completamente fora da realidade".

Segundo o Comandante do Exército, "não é papel das Forças Armadas fiscalizar o governo, derrubar o governo ou interferir na vida política do país"..."os manifestantes que pedem intervenção militar precisam compreender as normas da democracia brasileira antes de propor soluç…

Under the neoliberal religious mission, led by Levy priest will join the Greeks, Portuguese and Spanish. And the richest 1% soon devour the 99% of GDP, as they did before and will again do.

A mídia, os bodes expiatórios e os agiotas

     O Conde votou na Dilma. Não se arrepende, apesar da mesma ter cedido à chantagem e abdicado (temporariamente?) de boa parte de sua fé para salvar seu pescoço. O Conde entende o que se passa no Brasil e no mundo neste século.
     O que o Conde lamenta é que o povo comum, muitos deles beneficiários preferenciais das políticas trabalhistas, não consiga enxergar o que se passa. Um jogo de luzes e sombras promovido pela mídia golpista os confundiram tanto que eles se revoltaram contra uma política de transformações econômicas e sociais nunca vista desde Getúlio Vargas. Os números estão aí, e os números não mentem. O Conde não vai esmiúça-los agora. O Conde conhece-os bem. Existem livros e artigos de autores respeitados (inclusive Nobels) sobre isso, muitos deles aqui mesmo neste site em postagens anteriores.
     Mas isso não importa.Quem cultiva ódio não se interessa em argumentos.
     Não é segredo para ninguém que a minúscula parcela da …

The Brazilian fiscal adjustment is not an initiative of the terrain of the economy. It is deeply political work with pinches of religion

http://www.cartacapital.com.br/politica/ajuste-politica-e-religiao-8193.html
Ajuste, política e religiãopor Gilberto Maringoni* — publicado 13/05/2015 05h18 O ajuste fiscal não é uma iniciativa do terreno da economia. É obra profundamente política, com pitadas de religião Há um grande equívoco na praça. Trata-se da ideia de que o ajuste fiscal em curso seria um conjunto de medidas econômicas, que envolve corte de gastos, elevação de impostos, realismo tarifário e racionalização administrativa.

O engano é potencializado pelo fato de o comandante-em-chefe da iniciativa ser oministro da Fazenda. Soma-se a isso a constatação de que os debates sobre o ajuste estão sempre acoplados a avaliações acerca da conjuntura econômicado país.

Esqueça. Isso tudo é parte da verdade. O ajuste não é uma iniciativa do terreno da economia.
É obra profundamente política, com pitadas de religião. O ajuste materializa uma opção feita pela administração federal em favor de um setor da sociedade. O de cima.

Como em…

Understand the reason for the coup media attack PetroBrax , ie Petrobras

Imagem
http://limpinhoecheiroso.com/tag/stanley-burburinho/
Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras07/02/2013


Stanley Burburinho, via Facebook

Observe no calo de quem a presidenta Dilma Rousseff pisou para gerar essa gritaria da velha mídia:

1. No governo do FHC, a Petrobras era preparada para ser a Petrobrax e ser passada nos cobres pela Chevron, de José Serra (clique aqui para ver a consumação da patranha no WikiLeaks).

2. Como presidente, FHC tentou, em 1996, quebrar o monopólio estatal do petróleo ao dar a propriedade (100%) a quem o produzisse. Lula, como se sabe, na prática, revogou a desestatização da Petrobrax.

3. Em 1997, FHC criou a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e entregou ao genro, David Zylberstajn, um campeão de privatização, desde que trabalhou na Secretaria de Minas e Energia de São Paulo e deu a Eletropaulo a uma empresa norte-americana, AES, com dinheiro do BNDES.

4. Em 1999, FHC nomeou presidente da Petrobras Philip R…

For friends , everything! Enemies , the rigors of the law! The selectivity of the Brazilian courts against the government and for the opposition .

Imagem
Para os amigos, tudo! Aos inimigos, os rigores da lei!
O Conde tem uma paciência digna do pato Donald. Não consegue mais nem ouvir os argumentos dos zumbis paneleiros. O que se passa no país é tão evidente que, trocar argumentos racionais por discursos hipócritas e farisaicos de moralidade seletiva é de fritar o cérebro de qualquer vivente que ainda o tenha. Para encerrar esta conversa:
1) O brasileiro é corrupto. Talvez mais do que alguns povos, mas certamente menos do que outros. Séculos de colonização corrupta e corruptora os educou assim. Os políticos apenas refletem este fato, sejam de que bandeira forem.
2) O sistema político brasileiro é corrupto. A democracia favorece isso. Compram-se votos, opiniões, arautos e políticos. Compra-se a simpatia das pessoas ou a antipatia. E a corrupção não tem escala nem medida. Tanto a minúscula quanto a imensa são igualmente corruptas. Tanto faz ultrapassar pelo acostamento, subornar o guarda ou pedir propina para realizar um negócio.
3) Os sistem…

The World Health Organization (WHO) issued a report confirming that the pesticide Round Up (also known as glyphosate ) , a product manufactured by multinational Monsanto , is a potentially cancer-causing agent , specifically the Non- Hodgkin lymphoma.

http://www.mst.org.br/2015/05/11/oms-confirma-relacao-ao-uso-do-glifosato-com-o-aparecimento-de-cancer.html
OMS confirma relação ao uso do glifosato com o aparecimento de câncer A partir dessa confirmação, especialistas do mundo todo querem pedir a proibição do uso do herbicida. A Organização Mundial da Saúde (OMS), publicou um relatório em que confirma que o agrotóxico Round Up (também conhecido como glifosato), produto fabricado pela multinacional Monsanto, é um agente potencialmente causador de câncer, mais precisamente o linfoma Non-Hodgkin.

A OMS confirmou em relatório que o Round Up (também conhecido como glifosato), produto fabricado pela multinacional Monsanto causa danos genéticos em seres humanos.

Após a publicação do estudo, investigadores, profissionais de saúde e organizações sociais exigiem que medidas urgentes para proteger as populações seja implementadas.

Na Argentina 200 milhões de litros de glifosato são utilizados por ano o que afeta mais de 28 milhões de hectares de…